sábado, 13 de janeiro de 2018

Ana Rita inicia Temporada 2018 em França

Depois da excelente temporada por terras de Espanha, Ana Rita irá abrir a sua temporada no dia 18 de Fevereiro, num festival na Praça de Touros de Arzacq/Dax, (França).
Irá alternar com os novilheiros, Víctor Hernández, Yon Lamothe, Dorian Canton e Manuel Perea. Lidam astados de Conde de Mayalde.

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Touros ao fim-de-semana. Garibay, Garrido e Sánchez na Praça México

Com a Temporada Grande na Praça México, tornam-se mais agradáveis os fins-de-semana neste Inverno de bastante frio por estas paragens alentejanas.
Mesmo que por vezes os cartéis não sejam muito atractivos (não é o caso), os Presidentes condescendentes e pouco público nas bancadas, sentado no sofá ao calor da lareira, não se pode pedir mais. Aqui fica o cartel para o próximo domingo.


Frase lapidar de Vitorino Martín novo Presidente da “Fundación Toro de Lidia” e posições incoerentes de taurinos e figuras

Victorino Martín declarou na sua tomada de posse como novo Presidente da FTL, sucedendo a Carlos Núñez que “la Fundación comienza una nueva etapa que va a estar marcada por la promoción, necesitamos salir a la sociedad”.
Contrariamente um taurino que conheci de perto (Segóvia-novilhada de Procuna e Leandro) em que era empresário, José Tomás e agora Morante de La Puebla, querem os touros longe da televisão. Ainda ontem, Luís Alvarez, outro taurino espanhol com quem tive a honra de estar em contacto por várias vezes, o apoderado que apostou e venceu com César Rincón, defendeu no programa “Toros y Punto” que é necessária a presença deste canal e da imprensa na promoção e divulgação do espectáculo.
Pontos de vista diferentes mas que nos levam desde há muito a pensar que as figuras não estão preocupados com o futuro da Festa em Espanha. Estão ricos e cada um só olha para o seu quintal e não para a seara que deveriam “semear”.

Figura, Maestro e solidário: Enrique Ponce

O Sucesso da Feira de Manizales é incontornável. No entanto para lá do entusiasmo dos aficionados desta bonita cidade em verem as figuras do toureio de Espanha e França, apoiam os seus toureiros em especial Luís Bolívar, o mais destacado dos toureiros colombianos depois do "Grande César (Rincón) do Toureiro".
 A solidariedade sempre fez parte do âmago do toureio. Ai está nos seus inícios do toureio moderno o Sanatório de Toureiros, ou os imensos festivais em prol de causas nobres.
 Em Manizales toureiros como Enrique Ponce, Roca Rey, Luís Bolivar ou Román, estiveram no "Hospitalito", como é denominado pelos habitantes o Hospital Infantil de Manizales, para levarem a sua solidariedade e apoio a uma causa na luta contra as doenças que, infelizmente, também atingem as crianças inocentes.

sábado, 6 de janeiro de 2018

Encontro de Futebol Solidário Artistas vs Toureiros

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Temporada Grande na México - Rejoneo e forcados

“NB” DE JANEIRO JÁ À VENDA NAS BANCAS DE JORNAIS E REVISTAS

A NB N.º 346, a primeira do ano em que se comemoram os 40 anos da revista taurina com mais longevidade que alguma vez se publicou em Portugal, estará à venda esta Sexta-feira, dia 5. Ao longo de 2018 a NB irá apresentar uma série de novidades que recordarão as quatro décadas de publicação e não só. Todos os meses, serão apresentados excertos de “Entrevistas Históricas”; haverá um “Convidado do mês”, com um artigo de uma personalidade ligada à Cultura; o Emílio de Jesus publicará duas fotografias por mês, das que mais marcaram a sua riquíssima e vasta carreira; serão recordadas algumas das fases mais significativas da vida da NB; e o médico veterinário - fotógrafo Dr. Miguel Matias apresentará “Paixão pelo Campo Bravo”, uma magnífica foto de campo que ocupará as centrais da NB entre Janeiro e Dezembro. Este mês, recupera-se uma “Grande Entrevista” com Mestre Patrício Cecílio e o “convidado” é o Dr. Elísio Summavielle, Presidente do Centro Cultural de Belém.
Para além das “novidades”, este mês arrancam os “Especiais”, com o primeiro dedicado às Ganadarias em 2017, um vasto conjunto de dados e artigos dedicados ao Toiro de Lide.
Espaço ainda para o desenrolar da temporada nas Américas e um curioso artigo de Carlos Martins sobre a Plaza Vieja de Taragona de Aragón, um tesouro a descobrir.
Para além de tudo isto, poderá ainda ler, como é hábito, Tertúlia “NB” (David Leandro), Recordações a Preto e Branco (António José Zuzarte), À Boca do Burladero (Catarina Bexiga), Pelo Mundo do Cavalo (Mestre Luís Valença), Crónicas de Burladero (Bernardo Patinhas), Os Picotazos (Luís Toucinho) e Cartaz de Toiros, o roteiro mais completo, com as primeiras novidades da temporada ibérica de 2018.
Não deixe de ler mais uma NB renovada, atraente, variada e recheada de artigos de interesse. Acompanhe a NB no facebook (www.facebook.com/NovoBurladero) colocando like na página.

O defeso dos AFICIONADOS

O local onde passo as minhas noites de "defeso"
O Defeso é sempre um período de tempo (que medeia entre o final da temporada e o início da seguinte) difícil de preencher. Felizmente que, os que têm acesso à internet ou aos canais de touros, podem de alguma forma "matar" o tempo.
As notícias são poucas. Escrever de temas sobre a tauromaquia hoje, para a nova legião de espectadores, não aficionados porque é diferente, tem pouco interesse. A cultura taurina é uma coisa que se está a perder aos poucos. Quem é que se interessa por história do toureio, ganadarias e seus encastes, ect, ect. O interesse reside nos sites ou blogues com os "famosos" e fotos e mais fotos de forcados. Crónicas ou comentários poucos existem, pois assim é uma defesa para não melindrar artistas e empresários.
Tempo de Defeso é tempo de entrega de prémios aos mil e um triunfadores da temporada. Igualmente de trocas de apoderados na esperança de uma melhor temporada. Isto num país onde não rompe uma provável figura que arraste os verdadeiros aficionados. Estamos a sobreviver graças aos grupos de forcados (alguns empresários) que ainda dão algum interesse ao espectáculo. Não é saudosismo, é a triste realidade com que nos defrontamos a caminho do abismo, não cavado pelos anti-taurinos mas, por todos nós, que não somos capazes de modificar as coisas. Basta estar atento e ver que são cavaleiros com cerca de 30 anos de alternativa que ainda despertam algum interesse, onde seria provável ver-se novas promessas de figuras, na renovação que se impõe no toureio como em qualquer outra actividade.
Em recente estatística sobre o cinema em Portugal há um acréscimo de espectadores a ir às salas de cinema. O filme português de Joaquim Leitão "O fim da Inocência" teve 70.000 espectadores em 2017. Ao contrário o espectáculo dos touros está a não ser capaz de captar mais gente para as praças, sobretudo no interior, onde sempre existiu um público fiel àquele que se diz ser o segundo espectáculo de massas a seguir ao futebol. A meu ver, também não é grande exemplo, pois só os grandes jogos têm gente nas bancadas. Os outros, os de menos poder mediático, têm as bancadas vazias e sobrevivem graças à televisão (Sport TV).

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Novo bandarilheiro português na quadrilha de "Juanito"

O novilheiro monfortense João Silva "Juanito", que terá na temporada de 2018 a oportunidade de ser um dos novilheiros a despertar grande interesse em Espanha, acabou de incorporar na sua quadrilha o bandarilheiro português Filipe Gravito.