sábado, 12 de agosto de 2017

Um grande Olé para o Dr. Vasco Lucas pela sua posição de comentador/aficionado ontem na Figueira da Foz

Caiu em moda nas poucas touradas transmitidas pela RTP, querer “imitar” um pouco aquilo que faziam no ex-Canal Plus, agora Movistar, ou seja, as entrevistas no “Callejón” ou nas bancadas. Estas coisas devem ser feitas por gente que perceba da poda, e não por ter um palminho de cara bonito. 


O erro é querer dar protagonismo a gente que vem aos touros para presumir (o famoso jet do croquete de bacalhau) e depois acontece o que aconteceu ontem. Daqui vai a minha chapelada e o meu “Olé” para António Vasco Lucas, que teve a coragem de taxativamente chamar de ignorante taurino e pouco informado a José Cid. Esse senhor que acha as corridas em Espanha sanguinárias e as touradas em Portugal deviam de seguir o exemplo da Califórnia que todos conhecemos, adulterando o espectáculo. Ainda para nosso espanto, dar como exemplo os Estados Unidos, onde ainda existe racismo, vendem-se armas a toda a gente para depois, um louco qualquer, cometer assassínios em massa.
Ora este “senhor” já se esqueceu quando dia não lhe darem as oportunidades nas televisões (que ele julga merecer), da famosa foto em pelota, com um disco a tapar aquilo que é necessário para se colocar em frente a um touro: “cojones”.
Não gosta, tem todo o direito. Então não vá porque os aficionados dispensam as suas recomendações hipócritas.
Quanto à RTP devia substituir os palminhos de cara e os entrevistadores de entre barreiras, que já não só fazem perguntas como dão opiniões sobre a matéria. Este desempenho deve ser feito por gente com conhecimento, gente da Festa, senão qualquer dia estamos como no futebol, onde proliferam os políticos comentadores
Quanto ao espectáculo um curro de Vale Sorraia bem apresentado e colaborador com os cavaleiros e forcados. Para além da “faena” que em boa hora o Dr. Vasco Lucas teve em defesa da Festa, destaco a lide a duo de João Moura e seu filho Miguel, bem como a prestação dos forcados que assumiram que se não consumaram todas as pegas à primeira a culpa não foi dos touros.

Sem comentários:

Enviar um comentário