sexta-feira, 29 de Abril de 2011

O entusiasmo dos aficionados franceses com a corrida de rejoneo

Depois das muitas pesquisas que tentámos, apenas conseguimos este vídeo do passado dia 25 de Abril em Arles da corrida de rejoneo, com Joaquim Bastinhas, Pablo Hermoso e Ventura.
Aqui fica só para que se veja o entusiasmo dos aficionados franceses durante as cortesias.
VIDEO

Touros no Montijo a 29 de Maio

Click na Imagem

FERIA BADAJOZ -IFEBA APRESENTOU A III EDIÇÃO DE EQUEXTRE, FEIRA DO CAVALO E FEIRA DO TOURO.

A apresentação decorreu ontem dia 26 de Abril nos jardins da Galera de Badajoz com a presença de Miguel A. Celdrán, Presidente da Câmara Municipal de Badajoz, Valentín Torres, Presidente da Diputação de Badajoz, Germán López, Vereador delegado de Feria Badajoz. IFEBA, Carmen Pinilla, Presidente da Associação Extremenha de Criadores de Cavalos de Pura Raça Española, Juan Manuel de la Iglesia, Presidente da Federação Hipica Extremenha, e, Antonio Ferrera, Matador de touros Extremenho.

De 9 a 12 de Junho de 2011, a Instituição Ferial de Badajoz.IFEBA, celebra a III edição de ECUEXTRE, FEIRA DO CAVALO E FEIRA DO TOURO. Há 2 anos, nasceu a Feira do Cavalo e do Touro, considerada como uma das mais importantes do suroeste ibérico, devido à importância económica e ao apreço por ambos sectores. Tudo isso, envolvido numa estratégica situação geográfica no triângulo Madrid, Lisboa e Sevilha, o que lhe aufere um enorme dinamismo económico e a transforma num ponto de encontro de ambos paises.
Neste enquadramento económico e cultural hispano português, e, como não podia deixar de ser, com o êxito optido na passada edição, estamos a desenvolver esforços no decorrer dos últimos meses, no sentido de fazer uma feira à altura das expectativas criadas desde a sua I edição.
Os visitantes do certame, poderão disfrutar de uma Feira de Dia e de uma Feira de Noite, elementos chave do êxito optido desde a sua origem.
A Feira de Dia, com a que pretendemos criar um ambiente único no qual unir os empresários e os aficionados, disfrutando do mundo do touro e do cavalo de uma maneira próxima aos animais, plenamente integrados na feira. Um certame no qual os expositores, coudelarias e empresas relacionadas com o mundo do cavalo e do touro, apresentam os seus animais, produtos e novidades, e, desenvolvem novas relações comerciais, envolvidos num ambiente perfeito proporcionado por espectáculos, restauração, criadores tanto de cavalos como taurinos, toureiros, etc… agrupando diferentes sectores: coudelarias, alimentação equina, cuidados sanitários, serviços, veículos equestres, acessórios e roupa de montar, revistas especializadas, artigos equestres, ferragens, costureiros especializados, taxidermía, ganadeiros, fotografia taurina e equina, etc…
No ano anterior, instalámos uma praça de touros o que representou uma grande inovação e uma passo qualitativo no âmbito da feira. Na presente edição como não poderia deixar de ser, também será instalada e contaremos com primeiras figuras do toureio, tentadeiros de escolas taurinas, matadores de touros extremenhos, toureio a cavalo, forcados, etc… Contaremos entre outros com os ganadeiros de Herederos de Bernardino Piriz, Luis Terrón, Torregrande e as escolas taurinas de Badajoz, Vilafranca de Xira e Jerez de la Frontera.
Em simultâneo, ECUEXTRE, será ponto de encontro de Cavalos de Pura Raça Espanhola, Cavalos de Pura Raça Lusitana, Cavalos de Desporto, Cavalos Árabes, Cavalos Hispano Árabes, Cavalos Anglo Árabes, todos inscritos nos seus correspondentes Livros Genealógicos.
Como principais novidades desta edição, destacamos uma expocição monográfica de Antonio Ferrera, exposição na qual é protagonista esta figura do toureio extremenho com mais de 14 anos de trajectória. Esta mostrará imagens inéditas, fotografias, recordações pessoais, fatos de toureio,
cabeças de touro, etc…

quarta-feira, 27 de Abril de 2011

Miguel Ángel Perera em Texcoco (México)

VIDEO

Manuel Dias Gomes em Ombros no Sobral

Manuel Dias Gomes alcançou um importante triunfo na tradicional novilhada de 25 Abril da Tertúlia Tauromáquica Sobralense, que lhe valeu triunfal saída em ombros em tarde de homenagem a seu avô paterno, Augusto Gomes Júnior. Manuel D. Gomes realizou duas faenas distintas e de grande quilate. A primeira a um novilho nada fácil, Manuel entendeu-o e com despacio e ofício foi elevando o nível do seu trasteio, com domínio e transmissão levando o publico a soltar profundos olés. Na segunda faena teve por diante um novilho encastado e nobre ao qual administrou uma faena de luxo levando o publico ao rubro com os majestosos muletazos ligados em series culminadas com passes de peito poderosos! Manuel Dias Gomes, perante tão excelente obra-prima, e, não obstante uma voltareta perigosa ao lancear de capote, encastou-se e bordou toureio de qualidade, numa obra de arte que ficará perpetuada na retina dos que tiveram a sorte de a presenciar. Duas voltas triunfais e saída em ombros numa tarde fantástica do jovem novilheiro Manuel Dias Gomes, cada vez mais uma certeza do toureio a pé em Portugal, uma carreira construída a pulso, triunfo a triunfo como foi no Sobral de Monte Agraço no dia 25 de Abril, uma data já com tradição e destacada importância no calendário taurino nacional. Em 2011 o triunfador máximo foi Manuel Dias Gomes! 
Manuel Dias Gomes alternou com o novilheiro Daniel Nunes, ovação em ambos, os cavaleiros Manuel Ribeiro Telles Bastos, volta e Duarte Pinto, volta. Pegaram os Forcados Amadores de Lisboa e lidou-se uma novilhada de excelente qualidade de Falé Filipe, apenas pecou por alguma falta de força dos dois últimos novilhos.

Monumental de Aguascalientes (México) 25 de Abril

VIDEO

COMPETIÇÃO IBÉRICA DO TOUREIO A CAVALO

Click ma Imagem

Duas escolas e três estilos em competição. A”Arte de Marialva” vai estar mais uma vez em confronto directo com o rejoneo, na corrida de quinta-feira 5 de Maio, no Campo Pequeno, através de dois estilos diferentes: O classicismo de António Ribeiro Telles e a modernidade de João Moura Júnior defendem a tradição da Arte de Marialva, enquanto Pablo Hermoso de Mendoza representa o rejoneo levado ao grau sublime.
António Ribeiro Telles é, na actualidade, o máximo expoente da tradição equestre tauromáquica portuguesa, pela forma como se apresenta em praça, pelo apurado nível da sua equitação e pela frontalidade do seu toureio. Na sua postura em sela há ainda reminiscências dos fidalgos de outrora; na sua equitação existe o “dedo” de dois grandes Mestres (Nuno de Oliveira e David Ribeiro Telles, seu pai); no toureio pratica a regra de ouro: citar de largo dar prioridade de investida ao toiro, partir recto e rematar de alto abaixo e ao estribo!
Em João Moura Júnior encontramos profundas influências da tauromaquia que seu pai, João Moura, desenvolveu e consolidou ao longo de uma carreira de mais de trinta anos de êxitos sucessivos por todo o mundo taurino e que o alcandoraram ao estatuto de figura de época. João Moura Júnior é o continuador natural desta evolução artística que tem contribuído aproximar de uma forma, cada vez mais visível, as escolas portuguesa e espanhola, no que ao toureio a cavalo diz respeito.
Pablo Hermoso de Mendoza tem uma tauromaquia muito pessoal, no que respeita ao modo como sente e interpreta o toureio a cavalo. Tem profundas raízes lusitanas o seu toureio a cavalo…desde a escolha das suas montadas (quase todas Puro Sangue Lusitano) à forma frontal como aborda os toiros e consuma as sortes. Nos últimos anos, Pablo entrou, definitivamente, no número restrito das grandes figuras mundiais do toureio a cavalo, em cuja história já ocupa um dos mais destacados lugares.
 Este confronto reedita as grandes competições luso-espanholas de toureio a cavalo do século XX: João Núncio e D. Ruy da Câmara versus António Cañero, João Núncio-Álvaro Domecq (pai), Mestre Baptista, José João Zoio e João Moura- Álvaro Domecq (filho) e promete mais uma noite de acesa competição entre os centauros ibéricos no Campo Pequeno.
Em praça vão também estar dois grandes grupos de forcados: os amadores de Montemor e os amadores de Coruche. O grupo de Montemor, capitaneado por José Maria Cortes, foi o vencedor do “Galardão Campo Pequeno 2010” para o melhor grupo de forcados enquanto que os Amadores de Coruche, capitaneados por Amorim Ribeiro Lopes, são um dos mais valorosos grupos da actualidade.
Lida-se seis escolhidos toiros da prestigiada ganadaria Passanha, de encaste Murube-Urquijo, e antiguidade estabelecida a 3 de Setembro de 1972, em Madrid (Las Ventas). Propriedade de D. João Maldonado Passanha pasta na Herdade da Pina, no concelho de Évora.

quinta-feira, 21 de Abril de 2011

António Ribeiro Telles na Feira de Talavera

António R. Telles ( foto-D.R.)

A empresa Ofertauro apresentou os cartéis para a Feira de Talavera, onde na corrida de rejoeno a 14 de Maio (Sábado), está incluído António Ribeiro Telles que alternará com Pablo Hermoso de Mendoza e Diego Ventura, frente e touros de Benítez Cubero. No dia seguinte (16 de Maio) actuam El Fandi, Manzanares e Miguel Ángel Perera, para lidarem touros de Garcigrande e Domingo Hernández.

Há excesso de corridas no período da Páscoa ?

Este é um artigo de opinião, resgatado e adaptado que escrevi já há algum tempo na Revista Novo Burladero

Muito se fala na crise actual do país que pode afectar o espectáculo dos toiros em Portugal. Parece-me no entanto, que essa crise tem uma explicação plausível, pelo menos no meu entender.

Se atendermos a períodos anteriores, de décadas mesmo, sempre se falou em crise. Falou-se em crise com a morte de Joselito “El Gallo” ou mesmo aquando do suicídio do “Pasmo de Triana”. Juan Belmonte. E isto na pátria do toureio. E também sempre se tem falado em crise no nosso país nos momentos de maior aperto económico, e esta já é a terceira vez que o FMI nos impõe restrições.
O que importa analisar é o porquê dessa crise (nos touros) e como deve ser estruturada a Festa dos Toiros em Portugal.
Temos que ter presente que o público dos toiros é um público generoso, e mesmo em momentos de crise como este que nos afecta - e vai afectar por muito tempo - ele pode corresponder ao apelo de um cartaz com interesse.
Quem se der ao incómodo de consultar as estatísticas dos últimos anos, e podemos falar de entre vinte a trinta anos, notará que o número de espectáculos foi sempre crescendo ao longo das temporadas.
A crise existe porque anteriormente o número de espectáculos era menor, as corridas só tinham lugar nas datas tradicionais de feiras ou festas, os toureiros tinham interesse e os aficionados guardavam-se para as corridas nas suas localidades.
Hoje, e com o surgimento de novos “empresários” na Festa dos Toiros, o panorama alterou-se substancialmente. Assim, basta olhar para as paredes de cidades, vilas e aldeias e constatar o enorme número de programas a anunciar o espectáculo dos touros nesta Páscoa. Será correcto no momento que o país atravessa este excesso de oferta? Será que a formula seria reduzir o número de espectáculos e apostar na qualidade e não no caminho que se está a seguir? Também é certo, que foi uma autêntica surpresa o que aconteceu na abertura da temporada no Campo Pequeno. Mas há que ter em conta que Lisboa goza de um situação, como capital do país, muito diferente do que o interior, onde nesta quadra se dá o maior número de espectáculos. Com tanta solicitação a que na sociedade actual/global o mais comum dos mortais está sujeito, ir aos toiros é quase um acto heróico, pelo que pressupõem os gastos inerentes a entradas, deslocações e o pouco interesse por vezes dos cartéis.

Comunicar é preciso

José Luis Cerbián, fundador do jornal "El País"

José Luís Cebrián, prestigiado jornalista e Presidente do Conselho de Administração do jornal “El País”, afirmou numa ocasião em que esteve em Portugal, e numa reflexão sobre o mundo actual da informação e dos media que, estes dependem mais da Microsoft e de Bruxelas do que da Casa Branca. E mais, que os órgãos de comunicação ultrapassam a representação dos partidos.
Isto vem reforçar a nossa ideia de que, cada vez mais, as várias forças em presença, seja em que sector seja da sociedade, escolhem os meios e os media para fazer vingar as suas teses ou fazer passar as suas mensagens.
Sendo assim, no aspecto meramente taurino, assistimos ultimamente a um desses exemplos, ou seja, uma manifestação anti-taurina, escolhe a proximidade da praça do Campo Pequeno e conta com a televisão durante um telejornal, para fazer passar a sua mensagem.
Por outro lado, num programa de temática taurina, pudemos assistir a um autarca que até se confessa não ser um grande aficionado, aproveitar o meio e os media, para afirmar categoricamente a sua disposição e da autarquia a que preside para defender o espectáculo taurino na sua cidade.
Ora bem, se estamos na presença de um fenómeno imparável como é a comunicação global dos tempos modernos, e se como afirmou José Luís Cerbián que a informação hoje ultrapassa a representação dos partidos, só há que aproveitar os media para reivindicar para o mundo dos touros aquilo a que tem direito como um fenómeno de massas (depois do futebol), como está provado e que a classe politica não dá cumprimento.
Estamos de momento a ser governados por um governo de gestão, esperamos que depois das eleições – e até porque este ano e outros que se vão seguir vão ser anos difíceis para a Festa – os taurinos utilizem cada vez mais os media para fazer prevalecer os seus pontos de vista.

Comunicado do Clube Taurino Vilafranquense

Caros aficionados  e vilafranquenses

O Clube Taurino Vilafranquense vem por este meio informar que, contrariamente do que tem sido habitual nos últimos anos, não organizará a próxima edição da Semana da Cultura Tauromáquica de Vila Franca de Xira.
Tal facto, deve-se à falta do compromisso da Câmara Municipal na cedência do edifício da Patriarcal local prometido para que nele realizássemos todos os actos do referido Certame.
 A edição deste ano, apesar de um corte orçamental em 25%, tinha todo o nosso empenho para que tivesse a mesma dignidade a que nos habituámos. Para além das numerosas actividades propostas, a edição deste ano seria dedicada aos 30 anos de alternativa do Maestro Victor Mendes.   
Informamos que esta nossa posição não põe em causa as nossas melhores relações para com a Autarquia, não inviabilizando futuras parcerias que possamos vir a acordar, sempre na defesa e promoção do bom nome de Vila Franca de Xira e das nossas tradições.
Só lamentamos que a memória infelizmente seja muito curta, em relação a uma colectividade que nos ultimos  três anos tenha tido como objectivo principal elevar o nome do município de Vila Franca de Xira a níveis que se calhar não estava habituada.
       
                                                                                                             


                                                                                              


terça-feira, 19 de Abril de 2011

INAUGURAÇÃO DA PRAÇA DE TOUROS DE D. BENITO

VIDEO

Nuno Casquinha hoje na Rádio Campanário

Tal como vem sendo habitual, a Rádio Campanário - Voz de Vila Viçosa emite às terças-feiras à noite o programa "Tauromaquia", em 90.6FM ou então em www.radiocampanario.com.
Na emissão deste 19 de Abril, Hugo Calado irá estar à conversa com o novilheiro Nuno Casquinha, este que no próximo dia 23 irá tomar a sua alternativa. Mas no programa de hoje pode ainda ouvir a crónica da corrida de Alcochete, bem como as declarações dos intervenientes, sendo ainda feita a antevisão dos espectáculos do próximo fim-de-semana.

Faleceu Juan Pedro Domecq em acidente de automóvel

Faleceu ontem, aos 69 anos o ganadero Juan Pedro Domecq Solís num acidente de automóvel quando circulava na EN 433 perto de Higuera la Real, onde pasta a sua ganadaria. O embate deu-se entre a sua viatura, um todo-o-terreno e um camião que circulava na direcção a Sevilha.





Biografía de Juan Pedro Domecq Solís


(Mundotoro.com) Juan Pedro Domecq Solís, nacido el 10 de abril de 1.942, ingeniero agrónomo en 1.966, criador de reses bravas y empresario, es uno de los personajes más inquietos, creativos e influyentes del panorama taurino internacional actual. Desde que se hiciera cargo de una parte de la ganadería de su padre en 1978, su actividad profesional se ha desarrollado, fundamentalmente, en tres aspectos distintos y complementarios: la actividad ganadera, la actividad pública profesional y la actividad empresarial privada.
Respecto a su actividad como ganadero, Juan Pedro Domecq ha sabido recoger y lanzar el fermento ganadero que comenzara su abuelo, Juan Pedro Domecq Núñez de Villavicencio y, sobre todo, su padre, Juan Pedro Domecq Díez, en la búsqueda de un animal bravo, "capaz de embestir hasta la muerte".
Además de fijar unas características inconfundibles del toro de juampedro,como ganadero ha invertido largos años de trabajo e investigación, en convenio con la Facultad de Veterinaria de la Universidad Complutense de Madrid, para desarrollar un programa informático, único en el mundo, tutor de la selección genética de la ganadería.
Ese extraordinario control en la selección le ha permitido no solo culminar temporadas de una sorprendente regularidad, especialmente la del 2000, sino convertirse en semillero selecto de otras ganaderías que buscan en losjuampedro un aporte de clase, transmisión y, evidentemente, desarrollo comercial para sus ganaderías
Juan Pedro Domecq suscitó no pocas polémicas con la definición de su toro como el toro artista, un animal armónico, noble y vibrante, frente al tan de moda toro mastodonte, capaz de colaborar en la creación artística de los toreros. Esto significa un acercamiento limitado de la ganadería a las plazas que quieren basar la emoción en el tamaño del toro Pero la realidad es que las camadas están vendidas con muchos meses de antelación y que aportan triunfos a las máximas figuras del escalafón en España, Francia y América.
Investigador inteligente de su estirpe ganadera y de la historia de la ganadería y la tauromaquia, el ganadero ha desarrollado sistemas de cría, saneamiento, alimentación y manejo muy personales, en la búsqueda de un toro acorde con sus sueños. El toro es para Juan Pedro Domecq un animal que debe evolucionar de acuerdo con los gustos del público y de sus intérpretes, los toreros. Especialmente notoria fue la iniciativa de correr los toros, entrenarlos a diario, en un tauródromo, como fuera bautizado el circuito de la finca Lo Álvaro por el periodista José Carlos Arévalo, que permite desarrollar la musculatura de unos atletas, que deben explotardurante todos y cada uno de los veinte minutos que dura su lidia.
Su faceta de hombre público, de profesional involucrado en la política de la Fiesta, le ha llevado a tres ámbitos de acción.
Como presidente de la Unión de Criadores de Toros de Lidia durante diez años, entre 1.984 y 1.994 impulsó un cambio fundamental de esta organización casi centenaria, líder absoluta del sector, que fue estructurada como una empresa profesional y eficiente en sus aspectos organizativos, administrativos, veterinarios y jurídicos. Fruto de esta actividad fue, entre otros, el acuerdo con el Ministerio de Agricultura para la llevanza del Libro Genealógico de la Raza Bovina de Lidia.
Como miembro de la Junta Directiva de la Confederación de Asociaciones Profesionales Taurinas, impulsó en entre 1.995 y 1.996 el estudio de sistemas de modernización de la estructura de la Fiesta, como la redacción del libro blanco y la propuesta de un sistema de consorcio público-privado para la corresponsabilidad de los profesionales en la definición y el control de los espectáculos. También participó activamente en los acuerdos con las Comunidades Autónomas para la creación de mesas bilaterales que aportaran soluciones a los problemas de la Fiesta.
Como personaje público ha llevado también su capacidad de organización e influencia a poner en marcha los congresos mundiales de ganaderos de reses bravas. Fue vicepresidente del primero de ellos, celebrado en México en octubre de 1.993, y ponente en todos los celebrados hasta ahora.
Juan Pedro Domecq, promotor del portal taurino mundotoro.com, es, finalmente, un ameno, polémico y documentado conferenciante, autor de numerosos artículos y pregones relacionados con la Fiesta, la ganadería brava y la historia de la Tauromaquia.


Garraiada - Santo António das Areias

A tradicional Garraiada pelas Festas de São Marcos, em Santo António das Areias (Marvão), terá lugar no dia 25 de Abril, pelas 17 horas na Praça de Toiros.

MARCELO MENDES A CAMINHO DA ALTERNATIVA


No próximo dia 8 de Maio, uma das mais recentes promessas da tauromaquia -   Marcelo Mendes -  apresenta-se na Arena de Vila Franca de Xira para mostrar a sua lide e tomar a Alternativa de Cavaleiro,
neste que será o momento mais importante da sua carreira.
Para Marcelo Mendes “a Alternativa representa a concretização de um sonho antigo e é mais um passo para conseguir chegar onde pretendo e continuar poder a fazer aquilo que mais gosto que é tourear a cavalo”.
Com uma paixão enorme por esta arte e sem antecedentes familiares, Jaime Marcelo Mendes, de 26 anos, natural de Torres Vedras, é um jovem cavaleiro tauromáquico praticante que aprendeu a arte de tourear com Luís Rouxinol.
Apresentou-se pela primeira vez ao público em Maio de 2007, na Praça de Toiros de Albufeira, lidando com um novilho da Herdade de Sesmarias e desde então tem sido presença assídua em várias corridas nacionais.
“Aos 19 anos conheci o Sr. Àlvaro Silva e este tem sido um pai para mim pois transformou real o desejo de ser cavaleiro tauromáquico. É graças à sua ajuda que me sinto preparado para este passo”, refere ainda o jovem cavaleiro Marcelo Mendes.
No dia 8 de Maio, pelas 17horas, a Praça de Toiros de Vila Franca de Xira será o palco da tão desejada Alternativa deste jovem cavaleiro, apoderado por Ricardo Levezinho, da empresa Tauroleve.
 O cartel desta corrida é composto por Luís Rouxinol, Vítor Ribeiro e Marcelo Mendes, num espectáculo de emoções que irá fazer frente a 6 imponentes toiros da ganadaria de Canas Vigouroux. O cartaz conta ainda com a presença dos Forcados Amadores de Vila Franca de Xira e de Santarém.

Alcochete 7 de Maio - Homenagem a José Samuel Lupi

Click na Imagem

domingo, 17 de Abril de 2011

Tarde Taurina Solidária

Cerca de 100 forcados, pertencentes aos grupos de Cascais, Arronches, Monforte e Redondo, reuniram-se num treino conjunto na Praça de Touros de Arronches, com um fim solidário. O treino contou com a cedência gratuita de reses de Irmãos Serpa e Victor Rosado.
VIDEO 

quinta-feira, 14 de Abril de 2011

Luis Rouxinol em declarações à Agência Lusa

Luis Rouxinol

Os principais agentes da tauromaquia em Portugal consideram que este ano haverá menos espectáculos em relação a 2010 devido à crise financeira, mas acreditam que os aficionados vão marcar presença nos principais eventos taurinos.


Em declarações à Agência Lusa, o cavaleiro tauromáquico Luís Rouxinol manifestou a opinião de que este ano haverá «menos corridas em praças desmontáveis», situação que vai «contribuir para a redução» do número de espetáculos.

«Eu penso que vai haver menos corridas, pelo menos nas praças desmontáveis, porque normalmente são espetáculos que contam com um forte apoio financeiro das câmaras municipais e as autarquias, nesta altura, não têm dinheiro», declarou. Diário Digital / Lusa

Lupi e Salgueiro da Costa contratados para Saintes Marie de la Mer

A ex-rejoneadora Maria Sara, e agora apoderada e empresária, anunciou para a sua praça de Saintes Marie de la Mer (França) a presença dos cavaleiros portugueses Manuel Lupi e João Salgueiro da Costa, que vão participar nas corridas a terem lugar em Agosto na bonita localidade do mediterrâneo.

Alternativa de Nuno Casquinha

O Clube Taurino Vilafranquense,organiza uma excursão a Villanueva del Fresno no dia 23-4-2011, para que os aficionados possam assistir á alternativa do novilheiro Nuno Casquinha.
Para mais pormenores contactar o Telf: 263 282 193

Manuel Dias Gomes prepara a tempora

Na ganadaria de Sanchez Cobaleda acompanhado por
José Luis Gonçalves e José Alexandre

O novilheiro Manuel Dias Gomes está a preparar o seu próximo grande compromisso com muita intensidade com a ilusão do triunfo que o poderá catapultar para uma temporada intensa e acima de tudo triunfal. Manuel tem vindo a tentar nas mais importantes ganadarias portuguesas, quer no Ribatejo, ou no Alentejo ou em Espanha, no campo charro. Ernesto de Castro, Brito Paes, Manuel Coimbra, Canas Vigoroux, Grave, Sociedade das Silveiras e a mítica e centenária ganadaria Palha.
 Em Salamanca tentou na ganadaria de Sanchez Cobaleda, onde repartiu tentadero com Morenito de Aranda e Javier Cortez. Segunda-feira 25 de Abril, feriado nacional, Manuel Dias Gomes actua no Sobral de Monte Agraço alternando com Daniel Nunes, os cavaleiros Manuel R. Telles Bastos e Duarte Pinto Forcados de Lisboa e novilhos de Carlos Falé Filipe.
 Manuel está também anunciado para o Campo Pequeno no seguimento da política de Rui Bento, repetir os triunfadores. Recordamos que Manuel Dias Gomes foi o novilheiro galardoado com o troféu da sua categoria na temporada transacta, o que lhe confere estatuto e ao mesmo tempo enorme responsabilidade perante a aficcion que nele deposita máxima confiança.
 Manuel Dias Gomes está a transformar-se num pilar importante do toureio a pé em Portugal!  

terça-feira, 12 de Abril de 2011

Arte & Emoção de volta ao pequeno ecrã

José Cáceres

O magazine de tauromaquia Arte & Emoção, da responsabilidade de José Cáceres, volta na 8ª edição ao pequeno ecrã na RTP 2, no próximo dia 30 de Abril.
O mérito de um programa que se mantêm ao longo destas últimas temporadas, deve-se ao produto final apresentado pela equipa do Zé e aos seus fiéis seguidores que, desta forma, conseguem manter um programa desta temática na televisão de serviço público.
O programa semanal e as transmissões em directo que chegam aos aficionados, e a sua audiência, são sintomáticos do valor das nossas tradições que alguns delatores teimam em denegrir.

Carlos Pegado e Vitor Ribeiro na Rádio Campanário

Tal como vem sendo habitual, a Rádio Campanário - Voz de Vila Viçosa emite às terças-feiras à noite o programa "Tauromaquia", em 90.6FM ou então em www.radiocampanario.com.
Na emissão deste 12 de Abril, Hugo Calado irá estar à conversa com o empresário e apoderado Carlos Pegado, que nos irá falar dos seus projectos. Mas em estúdio irá ainda estar o cavaleiro Vítor Ribeiro, que irá falar um pouco da sua pessoa e da sua carreira.


Inauguração da temporada de 2011

Click na Imagem

Um dos grandes triunfadores da temporada de 2010 em Lisboa, o rojoneador luso-espanhol Diego Ventura, regressa quinta-feira ao Campo Pequeno para a corrida inaugural de 2011, após uma temporada de triunfos no México, onde fez jus à sua condição de figura mundial do rejoneo. 
A espectacularidade da concepção do seu toureio, aliada ao apuro do ensino das suas montadas, causou em terras aztecas um furor idêntico àquele que, no dia 1 de Julho de 2010 provocou no Campo Pequeno, numa data de grande significado para a carreira de Diego. De grande significado porque, segundo ele próprio afirmou em várias revistas de tauromaquia, apresentar-se no Campo Pequeno representava realizar um sonho há muito acalentado. Mas não só: A sua estreia ficou assinalada por um grande triunfo e uma saída em ombros pela porta grande da praça que é considerada, pelos próprios cavaleiros e rojoneadores, como a “Catedral do Toureio a Cavalo”, situação que aconteceria de novo, no dia 2 de Setembro, quando Diego Ventura voltou a este cenário para repetir integralmente o triunfo da noite de estreia. 
Para alternar com Diego Ventura estarão os cavaleiros Rui Fernandes e Marcos Bastinhas. 
Rui Fernandes é um valor consagrado tanto em Portugal como em Espanha. Iniciou esta temporada com presença destacada nas importantes feiras de Valência e de Castellon e prepara-se para outro importante compromisso: Sevilha, dia 8 de Maio próximo. No seu toureio fundem-se a espectacularidade e o risco, sendo famosos os seus ferros a quiebro, por vezes de arrepiar. 
Quanto ao jovem Marcos Bastinhas, herdeiro de um dos mais importantes apelidos das arenas portuguesas dos últimos 30 anos, vem ao Campo Pequeno disposto não só a honrar esse apelido, como para dizer aos aficionados que a sua personalidade artística está em pleno desenvolvimento e o seu toureio no caminho de definir um estilo próprio. 
Pegam os grupos de forcados amadores de Lisboa, capitaneados por Pedro Maria Gomes e de Alcochete, capitaneados por Vasco Pinto. O grupo de Lisboa tem atrás de si um passado distintíssimo, nele tendo pegado, ao longo das suas quase sete décadas de existência, gerações de grandes forcados. O grupo de Alcochete é um dos grandes grupos da actualidade. Tem no seu cabo o forcado mais premiado da temporada de 2010, vencedor, entre outros prémios, do Galardão Campo Pequeno para a Melhor Pega e já esta temporada registou uma brilhante presença em arenas mexicanas e uma enorme pega a 19 de Maio, em Santarém. 
Serão lidados seis imponentes toiros da ganadaria Murteira Grave, uma das mais prestigiadas do mundo taurino, premiada nas praças mais importantes, designadamente em Las Ventas (Madrid) e Campo Pequeno. Fundada em 1958, tem como antiguidade 22 de Outubro de 1961 (Évora), procede de Sanchez Ibarguen, sendo Parladé (vários ramos) o seu encaste actual. Pasta na Herdade da Galeana.

Academia de Toureio do Campo Pequeno já está em funcionamento

Com a participação de mais de duas dezenas de alunos, iniciou-se segunda-feira, dia 11, a actividade da Academia de Toureio do Campo Pequeno.
O Director de Actividades Tauromáquicas do Campo Pequeno, Rui Bento, deu as boas-vindas aos alunos, tendo os pormenores de funcionamento da escola sido transmitidos por José Luís Gonçalves (Director Artístico) e Rui Salvador, cavaleiro e figura do toureio que, juntamente com Paulo Caetano, disponibilizou as suas instalações hípicas e os conhecimentos teórico-práticos para os alunos da Academia, inscritos na modalidade de toureio a cavalo.
Seguiu-se o primeiro treino de toureio de salão.
As aulas de toureio a pé vão funcionar na Praça de Toiros do Campo Pequeno, às terças e sextas-feiras, das 17h00 às 20h00 e, ao sábado, das 10h00 às 13h00. As aulas de toureio a cavalo funcionarão em data e local a acordar com os cavaleiros Paulo Caetano e Rui Salvador, os primeiros a disponibilizarem-se para colaborar com a Academia de Toureio do Campo Pequeno.

João Maria Branco actuou pela primeira vez como praticante

João Maria Branco apresentou-se pela 1ª vez como praticante em Cuba, onde se lidou um curro de José Luis Marca. No segundo toiro do seu lote, esteve á altura das figuras, Luis Rouxinol e Rui Fernandes, que tourearam ao seu melhor nível. O jovem cavaleiro iniciou a lide com um ferro à porta gaiola como é já seu apanágio, derramando depois toda profundidade do seu toureio na Arena Multiusos de Cuba. Assim, dia após dia, vem-se afirmando como intérprete de toureio clássico, num bom pronúncio para os compromissos que se avizinham, como são Estremoz e Montemor-o-Novo.

Alunos da Escola José Falcão, actuaram no domingo 10 de Abril, em Barrancos.

Victor Mendes com os alunos da Escola José Falcão

Realizou-se um tentadero público, em que se tentaram 5 novilhas do Couto de Fornilhos, no qual o maestro Victor Mendes esteve como director de lide e como maestro da Escola.
Os alunos Tiago Santos, Pedro Noronha, João Carreiras, Miguel Pereira, João Gomes, Pedro Cunha,Wilson Borges, João Ferreira como bandarilheiro e o novilheiro Gonçalo Montoya, armaram um autêntico alvoroço na lide das novilhas,em que os aficionados barranquenhos, não se cansaram de aplaudir e onde passaram uma tarde bastante divertida, com muito bom toureio, realizado por estes alunos da Escola José Falcão.

sábado, 9 de Abril de 2011

Academia de Toureio do Campo Pequeno arranca a 11 de Abril

Click na imagem

A Academia de Toureio do Campo Pequeno iniciará a sua actividade dia 11 de Abril de 2011, sob a direcção artística do Matador de Toiros José Luís Gonçalves.
 As aulas terão lugar na Praça de Toiros do Campo Pequeno, às terças e sextas, das 17h30 às 20h30 e, aos sábados, das 10h00 às 13h00.
 Os interessados podem inscrever-se pelo telefone 21 799 84 50, ou pelos e-mails tauromaquia@campopequeno.com ou paulopereira@campopequeno.com

sexta-feira, 8 de Abril de 2011

Os touros declarados de interesse cultural pela Comunidade de Madrid

Sede da Comunidad Autonoma de Madrid

A Comunidade Autónoma de Madrid, declarou hoje, através do seu Governo Regional, os touros como um bem de Interesse Cultural. Assim protegerá o seu valor social, cultural, económico e ecológico.
Ignacio Gonzáles, Vice-presidente do executivo declarou que graças a esta iniciativa “ se dá a garantia aos cidadãos de puderem desfrutar da tauromaquia, como uma referência singular do património cultural tanto nacional como da região”. E nós por cá, que medidas é que têm sido tomadas pelos governantes neste sentido?

Um novo Cartegena nas arenas


O Rejón de Oro que tem lugar na praça francesa de Mejanes, na sua 30ª edição, apresenta este ano uma novidade, a apresentação neste certame do filho do saudoso Ginés Cartagena de apenas 16 anos. Se sair ao pai e ao primo, está a dinastia assegurada. Este evento homenageia ainda “Los Ginetes de la Apoteosis” composto por Angel e Rafael Peralta, Alvaro Domecq e José samuel Lupi (na imagem à esquerda).

Aprendam as figuras com quais os touros que devem tourear

Sobre a falta de casta e trapio dos touros em Valência e Castellón, o professor catedrático e crítico taurino do diário ABC, Andrés Amorós escreveu:
"Los toros de Victorino no se han comido a nadie pero han sido serios y han lucido nobleza. Con estos toros, todo lo que se hace de verdad tiene sentido y mérito. Por eso mantiene su puesto como ganadero. ¿Aprenderán alguna vez las figuras a qué toros hay que apuntarse?" Para que se possa atestar desta verdade, aqui ficam as imagens em video.


Video


Reinauguração da Praça de Santo António das Areias

Click na Imagem

Paulo Jorge Santos em Iscar (Valladolid)

Click na imagem

Depois dos consecutivos êxitos nos primeiros três festejos onde actuou (Atarfe, por duas vezes e Arronches), o cavaleiro vilafranquense Paulo Jorge Santos irá actuar amanhã, dia 9 de Abril, num importante festival na Praça de Toiros coberta de Iscar (Valladolid), onde actuará como único cavaleiro, por diante dos matadores de toiros Miguel Abellán, Eduardo Gallo, Raúl Alonso, Javier Herrero e a novilheira peruana Milagros de Perú. Lidam-se novilhos de Sebastian Santiago Palácios.
Paulo encara mais este festejo com extrema motivação e vontade de triunfar, num ano onde à parte de outras feiras importantes, está já confirmada a sua presença na feira de Burgos.

quinta-feira, 7 de Abril de 2011

Elas vieram para ficar!!!

Num ambiente dominado pelos homens, mas onde as mulheres também têm lugar, duas aficionadas (Maria Penha de Oliveira e Elsa Valadares), criaram a Tertulia Feminina “As Bandarilhas Cor-de-rosa”.
Uma ideia que surgiu no seguimento da vontade de manifestarem o seu apreço pela festa brava, para além da sensibilidade feminina que lhes permite apreciar a festa de outra forma.
Neste início de temporada já desenvolveram várias actividades e vão estar presentes no Montijo, a 10 de Abril e no Campo Pequeno no dia 14, na abertura da temporada.
Que sejam bem vindas, porque sempre foram um elemento primordial na Festa. Todos os intervenientes na Festa vêem num sorriso de mulher o melhor dos prémios, quer sejam cavaleiros, forcados, matadores ou bandarilheiros.
Dizem elas que vieram para ficar e dinamizar a festa brava, com a garra e o brilho que só as mulheres sabem dar. Oxalá que assim seja!

João Maria Branco prepara-se para actuar dia 9 em Cuba (Alentejo)

Uma fase do treino de João Maria Branco

O cavaleiro João Maria Branco continua a preparar-se com afinco para o seu debute de casaca que ocorre no próximo sábado, 9 de Abril, na praça de toiros de Cuba, repartindo cartel com Luis Rouxinol e Rui Fernandes perante toiros de José Luis Marca.
O novél praticante encontra-se com toda a ilusão do mundo, e com ganas de triunfo para este compromisso e para os dois próximos, em Estremoz -sua terra- no dia 23 de Abril e em Montemor-o-Novo dia 1 de Maio, na estreia da ganadaria ''Conde de Arriaga''.

quarta-feira, 6 de Abril de 2011

Joaquim Bastinhas na Feira de Abril de Arles (França)

O cavaleiro Joaquim Bastinhas estará presente
na Feira de Arles no dia 25 de Abril com
Pablo Hermoso de Mendoza e Diego Ventura
Click na Imagem

  

O espectáculo dos touros em Espanha produz uma receita de 1.000 milhões de euros anuais

Num estudo realizado e publicado no diário Expansión por Juan Medina, professor de Teoria Económica da Universidade da Extremadura, as feiras taurinas de Espanha geram 1.000 milhões de euros anuais na economia espanhola. Esta importância pode alcançar os 2.500 milhões se tivermos em conta os espectáculos populares e sociais que se realizam nas praças de touros da vizinha Espanha. Uma questão se coloca por pertinente: quantas são as indústrias neste país, que têm capacidade para gerar estas receitas com incidência fiscal nos cofres do estado, como este espectáculo? 

terça-feira, 5 de Abril de 2011

Inauguração da Praça de D. Benito (Mérida)

A Praça de Touros de D. Benito (Mérida) será inaugurada no dia 17 de Abril com touros de Jandilla para Enrique Ponce, El Juli e Miguel Angel Perera.
Cinco horas antes de se abrir o posto de venda já se encontravam quase esgotadas as entradas. José Cutiño declarou à imprensa estar “enormemente sorprendido por la expectación que ha levantado este festejo, solo comparable a las colas que se formaron hace dos años cuando José Tomás toreó en Badajoz".

Cartéis para Madrid (não oficiais)

Foto - André Viard (D.R.)

A empresa Taurodelta apresentou os cartéis (ainda não oficiais) para a Praça de Las Ventas, referentes à Mini-feira da Comunidad, Pré-Feira e San Isidro. Presenças portuguesas, apenas João Moura Caetano (28 de Maio) e Palhas (1 de Junho), para além logicamente Diego Ventura.

COMUNIDADE

30 abril: Cristian Escribano, López Simón y Adrián de Torres (Antonio Palla)
 1 Maio: Alf.Romero, Tomás Sánchez (conf.) y José M.Mas (F.S.Román)
 2: El Fundi, Fernando Robleño e Iván Fandiño (Carriquiri)

 PRÉ-FERIA

 7 Maio: Encabo,Rafael de Julia y Pepe Moral (conf.) (Conde dela Corte)
 8 : López Chaves, Javier Castaño y Eduardo Gallo (San Martín)

SAN ISIDRO

 10 de Maio: Juan Bautista, Tejela y Daniel Luque (Valdefresno).
 11: Uceda Leal, Miguel Abellán y Rubén Pinar (Vellosino).
 12: Rafaelillo, Fernando Robleño y Alberto Aguilar (Escolar).
 13: Uceda, Juan Bautista y Morenito de Aranda (Juan Pedro).
 14: Curro Díaz, Leandro y Miguel Tendero (Montecillo).
 15: Morante, Talavante y Arturo Saldívar (conf.) (Cuvillo).
 16: Victor Barrio, Jiménez Fortes y Manuel Larios (Flor de Jara)
 17: El Cid, Perera y Talavante (Ventorrillo).
 18: El Juli, Sebastián Castella y Manzanares (Cuvillo).
 19: El Cid, Miguel Ángel Perera y Daniel Luque (El Puerto).
 20: Castella, Manzanares y Talavante (Garcigrande).
 21: Fermín Bohórquez, Hermoso y Diego Ventura (San Pelayo).
 22: Ignacio Garibay, Serafín y Sergio Aguilar (Partido Resina).
 23: Thomas Dufau, Sergio Flores y López Simón (Montealto)
 24: Juan Mora, Manzanares y Cayetano (Román Sorando).
 25: PRENSA Castella, Perera y Joselito Adame (conf.) (Alcurrucén).
 26: Urdiales, Morenito de Aranda y Miguel Tendero (Cortijillo).
 27: Curro Díaz, El Cid y El Fandi (Las Ramblas).
 28: Sergio Galán, Moura Caetano y Leonardo (Luis Terrón)
 29: Juan José Padilla,Ferrera y César Jiménez (Samuel Flores).
 30: Víctor Barrio, Diego Silveti y Rafael Cerro (Ventorrillo).
 31: Eugenio de Mora, César Jiménez y Javier Cortés (Peñajara).
 1 de Junho: David Mora, Bolívar y Salvador Cortés (Palha).
 2: El Fundi, Iván Fandiño y Alberto Aguilar (Cuadri)
 5: Hermoso, Andy Cartagena y Leonardo (Espartales)

FERIA DE ANIVERSARIO

 7: Rafaelillo, Diego Urdiales y Matías Tejela (Bayones).
 8: Juan Mora, Morante y Juli (Vict. del Río). BENEFICENCIA.
 9: Víctor Puerto, El Capea y Jairo Miguel (conf.) (Bañuelos).
10: Ferrera, Rubén Pinar y Sergio Aguilar (J.Pérez Tabernero).
11: El Fandi, Miguel Abellán, Daniel Luque (La Palmosilla).
12: Andy Cartagena, Ventura y Álvaro Montes (Bohórquez).

segunda-feira, 4 de Abril de 2011

Cartéis para a temporada 2011 em Sevilha

Ao centro, "El Juli", Manzanares e Morante na apresentação dos cartéis

Nesta temporada na Real Maestranza a destacar a presença dos portugueses Rui Fernandes, João Moura Jr. e Francisco Palha, bem como uma novilhada açoriana.                
24 DE ABRiL   RESURRECCIÓN   
1ª DE ABONO    
25 DE ABRiL     LUNES   
2ª DE ABONO        
TOROS DE DANIEL RUIZ
MORANTE DE LA PUEBLA
EL JULI
JOSÉ MARÍA MANZANARES
TOROS DE HROS. EXCMO. SR. CONDE DE LA MAZA
LUIS VILCHES
IVAN FANDIÑO
OLIVA SOTO
26 DE ABRiL     MARTES  
3ª DE ABONO  
27 DE ABRiL    MIÉRCOLES    
4ª DE ABONO 
TOROS DE DOÑA DOLORES AGUIRRE
ANTONIO BARRERA
SALVADOR CORTÉS
ALBERTO AGUILAR
TOROS DE ALCURRUCÉN
OLIVA SOTO
RUBÉN PINAR
MIGUEL TENDERO
28 DE  ABRIL     JUEVES   
5ª DE ABONO 
29 DE ABRiL     VIERNES   
6ª DE ABONO
TOROS DE VICTORINO MARTIN
JUAN JOSÉ PADILLA
MANUEL JESÚS "EL CID"
SALVADOR CORTÉS
TOROS DE GARCIGRANDE
ENRIQUE PONCE
JULIÁN LOPEZ "EL JULI"
CAYETANO
30 DE ABRIL   SÁBADO   
7ª DE ABONO
1 DE MAYO   DOMINGO   
8ª DE ABONO
TOROS DE NUÑEZ DEL CUVILLO
JULIO APARICIO
MORANTE DE LA PUEBLA
JOSÉ MARÍA MANZANARES
TOROS DE SAN MATEO Y SAN PELAYO
PABLO HERMOSO DE MENDOZA
DIEGO VENTURA
LEONARDO HERNÁNDEZ
2 DE MAYO    LUNES   
9ª DE ABONO
3 DE MAYO    MARTES   
10ª DE ABONO
TOROS DE "EL VENTORRILLO"
JULIÁN LOPEZ "EL JULI"
MIGUEL ÁNGEL PERERA
DANIEL LUQUE
TOROS DE EL PILAR-MOISÉS FRAILE
MORANTE DE LA PUEBLA
MANUEL JESÚS "EL CID"
ESAÚ FERNÁNDEZ (Alternativa)
4 DE MAYO    MIÉRCOLES   
11ª DE ABONO
5 DE MAYO    JUEVES   
12ª DE ABONO
TOROS DE FUENTE YMBRO
MATÍAS TEJELA
MIGUEL ÁNGEL PERERA
ALEJANDRO TALAVANTE
TOROS DE TORREHANDILLA-TORREHERBEROS
MANUEL JESÚS "EL CID"
CAYETANO
DANIEL LUQUE
6 DE MAYO    VIERNES   
13ª DE ABONO
7 DE MAYO    SÁBADO   
14ª DE ABONO
TOROS DE JANDILLA-VEGAHERMOSA
SEBASTIÁN CASTELLA
JOSÉ MARÍA MANZANARES
ALEJANDRO TALAVANTE
TOROS DE MANUEL GONZÁLEZ-GONZÁLEZ SÁNCHEZ DALP
JUAN MORA
CURRO DÍAZ
DAVID FANDILA "EL FANDI"
8 DE MAYO    DOMINGO (MAÑANA)   
15ª DE ABONO 
8 DE MAYO    DOMINGO  
16ª DE ABONO
TOROS DE D. FERMÍN BOHÓRQUEZ
ANTONIO DOMECQ - RUI FERNANDES
ANDY CARTAGENA - JOAO MOURA (HIJO)
LEONARDO HERNÁNDEZ - FRANCISCO PALHA
TOROS DE MIURA
JOSÉ LUIS MORENO
RAFAELILLO
ISRAEL TÉLLEZ
15 DE MAYO    DOMINGO   
17ª DE ABONO
22 DE MAYO    DOMINGO   
18ª DE ABONO
NOVILLOS DE JUAN A. RUIZ ROMÁN
JUAN DEL ÁLAMO
LÓPEZ SIMÓN
RAFAEL CERRO
NOVILLOS DE  EL MONTECILLO
VICTOR BARRIOS
DAVID GALVÁN
VANESSA MONTOYA
29 DE MAYO    DOMINGO   
19ª DE ABONO
5 DE JUNIO    DOMINGO   
20ª DE ABONO
NOVILLOS DE HROS. DE D. SALVADOR GUARDIOLA
MARTÍN NÚÑEZ
MIGUEL GIMÉNEZ
SERGIO FLORES
NOVILLOS DE JAVIER MOLINA
THOMAS DUFAU
DIEGO SILVETI
JAVIER JIMÉNEZ
19 DE JUNIO    DOMINGO    
21ª DE ABONO
23 DE JUNIO    JUEVES (CORPUS)  
22ª DE ABONO
NOVILLOS DEL SERRANO
IGNACIO GONZÁLEZ
MANUEL FERNÁNDEZ
JIMÉNEZ FORTES
TOROS DE DOÑA CARMEN SEGOVIA
MIGUEL ABELLÁN
JUAN BAUTISTA
CESAR JIMÉNEZ
26 DE JUNIO    DOMINGO    
23ª DE ABONO
11 DE SEPTIEMBRE    DOMINGO   
24ª DE ABONO
NOVILLOS DE MONTEALTO
MARIO ALCALDE
ANTONIO ESPALIÚ
FERNANDO ADRIÁN
NOVILLOS DE VILLAMARTA
GÓMEZ DEL PILAR
DAMIÁN CASTAÑO
EMILIO HUERTAS
18 DE SEPTIEMBRE   DOMINGO   
25ª DE ABONO
23 DE SEPTIEMBRE    VIERNES   
26ª DE ABONO
NOVILLOS DE LOS AZORES

LOS TRIUNFADORES DE LA TEMPORADA
TOROS DE JOSÉ LUIS PEREDA-"LA DEHESILLA"

POR DESIGNAR
24 DE SEPTIEMBRE    SÁBADO   
27ª DE ABONO
25 DE SEPTIEMBRE    DOMINOG  
28ª DE ABONO
TOROS DE TORREALTA
MANUEL JESÚS "EL CID"
SEBASTIÁN CASTELLA
ALEJANDRO TALAVANTE
TOROS DE EL PILAR-MOISÉS FRAILE
CURRO DÍAZ
"EL JULI"
JOSÉ MARIA MANZANARES